5 objetos que você deveria manter longe do seu filho

5 objetos que você deveria manter longe do seu filho

Você sabia que muitos dos objetos que encontramos com facilidade na nossa casa podem representar perigo FATAL para as nossas crianças? Muito tem se falado sobre segurança na internet (leia aqui o nosso post sobre 5 fotos que você não deveria postar dos seus filhos nas redes sociais), nas ruas e agora queremos te informações sobre cuidados que você nem imaginava, mas deve ter em sua própria casa.

série 5 objetos-02

Parece lógico, mas nem sempre é: o SACO PLÁSTICO chama a maior atenção das crianças e muitos pais permitem a brincadeira, julgando não haver nenhum tipo de perigo. Atenção! Se uma criança colocar o saco na cabeça ou simplesmente enrolar sua cabeça nele, e não for suficientemente independente para se desvencilhar, poderá morrer asfixiada, porque sua respiração fará com que o plástico cole em sua pele, e o ar fique saturado dentro do mesmo.

Caso essa situação aconteça na sua casa, saiba como agir:

  1. Retire o saco rapidamente, rasgando-o com as mãos. Cuidado para não machucar a criança.
  2. Deite a criança de costas, coloque uma das mãos sob o pescoço e outra sobre a testa, levando a cabeça para trás.
    Inicie a respiração boca a boca.
  3. Com os dedos da mão que está sobre a testa, tape as narinas da criança, coloque sua boca aberta sobre a dela e sopre com força. Ao perceber que o peito da criança se expande, tire a boca para que o ar seja expelido.
  4. Repita a manobra até a respiração se normalizar.

série 5 objetos-03

O BALÃO ou BEXIGA DE FESTA, representa um perigo 99,99% fatal: Isso, porque apenas 1 bebê (no mundo) sobreviveu ao aspirar uma bexiga. A criança asfixiada tem parada respiratória, o cérebro fica sem oxigênio e, em questão de minutos, acontece o óbito! Além disso tudo, o pó branco que reveste o interior da bexiga ainda pode causar uma pneumonia química, agravando o quadro de asfixia.

E se engana quem acredita que esses acidentes acontecem exclusivamente com bebês. Na mesma semana que o bebê Mário de 7 meses conseguiu sobreviver à asfixia por balão, um menino de 10 anos morreu no Paraná. TODO CUIDADO é pouco!

série 5 objetos-04
CONTROLE REMOTO/ PILHA: Quem tem uma criança em casa, sabe bem a grande atração que eles sentem por controles remotos (sejam de brinquedos ou de aparelhos domésticos). Não é? Por julgarmos inofensivos, permitimos que a criança brinque e se distraia com aquele objeto. Mas eu tenho certeza que depois de ler isso, você vai mudar de ideia! 😉

De acordo com dados americanos, entre os anos de 1997 e 2010 quase 30.000 crianças de até quatro anos, contabilizando 14 mortes, foram levadas a hospitais de urgência por lesões relacionadas a pilhas. O maior problema no caso da ingestão de uma pilha está na demora do diagnostico, já que os primeiros sintomas podem ser facilmente relacionados a uma virose, dando ainda mais tempo para a bateria causar queimaduras no corpo da criança, um dano difícil de reverter. Entre as complicações mais graves, está a reação química realizada pelas baterias, prejudicando o sistema respiratório e  gastrointestinal. A vítima desse acidente pode ficar sem falar, necessitar de tubos de alimentação e fazer várias cirurgias para reaver a saúde.

Nos Estados Unidos, a história mais comovente e conhecida de luta contra os danos causados por uma bateria é o caso de Emmett Rauch. Em 2011, quando tinha apenas 1 ano e meio, o pequeno conseguiu abrir um controle remoto de DVD e engolir a pilha do mesmo. A situação só não foi ainda pior, porque a família percebeu o sumiço do mesmo e desconfiou que a falta de ar que o menino sentia era causada pela ingestão da pilha sumida! O acidente fechou as vias respiratórias do menino e queimou o seu esôfago. Depois de 65 cirurgias e 4 anos de luta pela recuperação da sua saúde, apenas em 2015 o garotinho conseguiu respirar sem ajuda de aparelhos e falar. (veja fonte: dailymail.UK)

série 5 objetos-05

Esse é um dos objetos mais engolidos pelas crianças, até 8 anos, de acordo com os médicos do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba. O objeto aparentemente não oferece à vida, mas a ingestão de uma moeda pode causar obstrução das vias respiratórias e consequentemente asfixia.

É importante saber o que fazer em casos como esse:

  1. Leve o seu filho imediatamente ao hospital. Lá, os médicos farão uma análise clínica e um raio-X da região do tórax e do abdômen, para localizar o objeto no organismo;
  2. Se o material estiver no esôfago, precisará ser retirado por meio da endoscopia, para que a criança consiga voltar a engolir. Nesse caso,  o ideal é esperar de 6 a 8 horas de jejum antes do procedimento médico, para evitar engasgos e facilitar a visualização do objeto.
  3. Caso o raio-X mostre que o corpo estranho está no estômago, a tendência dos médicos é esperar que a criança elimine-o sozinha. Na maioria das vezes, ele vai para o intestino e é evacuado. É importante você observar o cocô do seu filho por 2 a 3 semanas após a ingestão. Se nesse período nada for eliminado, aí, sim, é feita uma endoscopia.

série 5 objetos-06

Na primeira consulta com a minha pediatra, ela foi logo avisando que em roupinhas de bebê os botões não devem estar presentes. Admito, que apesar de ser mãe de segunda viagem, não tinha pensado no perigo que a roupinha com um botão visível poderia causar para um bebê, já que na nossa cabeça os bebês são indefesos e incapazes de atitudes assim. Mas a verdade é que esse é o pensamento que nos leva recorrentemente à acidentes domésticos! Nossos bebês são capazes de engolir um objeto no chão e também de arrancar um botão da própria roupa apenas para brincar.

No caso da ingestão de um botão, os riscos e procedências são similares a ingestão de uma moeda! 😉

ATENÇÃO: Caso o objeto tenha mais de 4 centímetros de comprimento, ele deve ser retirado às pressas para evitar perfurações no órgão.

COMO PREVENIR*

  • Compre somente brinquedos apropriados para a criança. Verifique selo do Inmetro.
  • Certifique-se de que o piso está livre de objetos pequenos, antes de permitir que o seu filho vá engatinhar no chão.
  • Com a ajuda de uma moeda de R$1 teste se o objeto oferece risco de engasgamento para crianças de até quatro anos.

RECONHEÇA SINTOMAS DE ENGASGAMENTO*:

  • Tosse sem causa aparente;
  • Infecções respiratórias repetitivas
  • Chiado no peito, geralmente apenas de um lado
  • Secreção amarelo-esverdeada em apenas uma narina
  • Obstrução nasal em apenas um dos lados do nariz
  • Coceira ou dor intensas em um dos ouvidos.

*Informações: ONG Criança Segura

Acredite, segurança nunca é demais! Previna acidentes dentro da sua casa e compartilhe essas informações com toda a família.

Ananda Urias
ananda@maezice.com.br
Curta nossa FanPage: Mãezice
Instagram e Snapchat: Maezice

Ananda Urias
Partilhar:

5 Comentários

  1. Lana Motta
    12 de Fevereiro de 2016 / 10:04

    Imãs também cunhas… Marcelo agora ta com a mania horrível de colocar ímãs de geladeira na boca.

    • Ananda Urias
      12 de Fevereiro de 2016 / 14:01

      tem tantos outros, Lana. Muitas coisas são perigosas mesmo.. mas eu escolhi 5 que as pessoas, na maioria das vezes, nem se tocam A lista é interminável. E não deixa ele pôr o ímã na boca, tira todos da geladeira. 🙁

  2. Andressa
    12 de Fevereiro de 2016 / 10:07

    Muito boa as dicas!! Nunca é de mais informações sobre esses assuntos..

  3. Ananda Urias
    12 de Fevereiro de 2016 / 14:02

    Obrigada, Andressa. Seja sempre bem vinda! 🙂

  4. 13 de Fevereiro de 2016 / 00:45

    Ótimas informações,esses assuntos nunca é demais pra gente que é mãe,precisamos sempre reforçar os cuidados com os nossos pequenos ,meus parabéns pelo blog??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *