Navegando na Categoria

Sem categoria

Mãe, larga esse telefone…

Quantas vezes o seu filho te chamou atenção porque você não olhava nos seus olhos ou estava ali de corpo, mas a alma estava vagando por aí? Esse não é um post para te julgar, ao contrário… estou aqui para compartilhar os meus últimos aprendizados e reconhecer como é tentador se tornar refém da internet, do Instagram, e principalmente da sedutora “vida alheia”. Essa é uma história sobre mim, que talvez também seja sobre você. Mas caberá a você decidir se faz sentido ou não para você! Estamos combinadas assim? 😉

poxa! Eu bem sei como é difícil se olhar no espelho e perceber um “quê” de hipocrisia nas minhas convicções e palavras, quando o assunto é telas. Recentemente, a minha pré adolescente me questionou porque eu podia usar por tanto tempo seguido o celular, mas ela não poderia ter um? E pra fechar com chave de ouro, a minha caçula me pediu para olhar em seus olhos enquanto a gente terminava uma brincadeira. “Olha aqui, mãe! Larga o celular, mãe”.

A cabeça ficou a mil, e foi aí que eu comecei a me perguntar sobre quantas horas por dia eu passo na frente de uma tela minúscula que cabe na palma da minha mão? Quantos sorrisos espontâneos eu já perdi porque estava mais entretida com o que se passava bem longe de mim?
Toda vez que eu penso em pegar o celular no meio de uma conversa olho no olho, de uma brincadeira ou um abraço, deixo o LARGA O CELULAR MÃE, ecoar aqui dentro.

Minhas filhas precisam, querem e desejam a minha atenção e presença.

Não estou fazendo do celular o vilão, e nem eu sou a princesa indefesa dessa história, nem seria louca de dizer para cancelarmos a tecnologia e voltarmos para o tempo das cavernas.
Mas foi preciso um “se liga” sincero para que eu partisse em busca do equilíbrio perfeito, aonde eu não fosse mais refém do celular e não me permitir mais enxergar os meus filhos através de uma tela.
Minhas filhas precisam do meu olhar, tanto quanto eu preciso delas.
Mãe, larga o celular e vai brincar. ❤️

Texto: @maezice por Ananda Urias

Viajar com filhos vale a pena?

Perrengues em viagens com filho? Sim, também temos e são muitos. Mostro, na maioria das vezes, o lado bom: o riso no café da manhã, as piruetas no jardim, a travessura na lagoa, o castelinho na praia… mas não se iluda, aqui também rola briga, reclamação, choro e mudanças de planos em prol das crianças. Se você está deixando de viajar com as crianças por isso, te digo com certeza absoluta que você está perdendo algo incrível por estar apenas focando no lado difícil, incerto ou no improvável. Afinal, pode ser sim que eles fiquem doente no meio da viagem, mas pode ser que não. Pode ser sim que eles sintam falta da sua comida no terceiro dia de viagem e te façam cozinhar do jeito mais improvisado e amador possível, mas pode ser que não. Pode ser que eles briguem algumas vezes durante as 4 horas de viagem no carro, e pode ser que não.
Na dúvida, se jogue.Na certeza de que eles querem conhecer o mundo ao seu lado, que não precisa ser resort, nem ter pompa e circunstância… se jogue!
Na certeza de que eles vão dar trabalho, mas darão ainda mais alegrias… se jogue! ❤️✨
Hoje, teve jantar improvisado, comida de mãe no último minuto do segundo tempo feito com uma única panela e muito amor de mãe. Eu queria estar tomando uns drinks na beira da piscina à noite, mas viajar com filhos tem dessas surpresas… e as necessidades delas sempre falarão mais alto, não por obrigação, sabe? Mas por amor. Amor de mãe.
Vale a pena viajar com os filhos, minha amiga. Se jogue e viva essa experiência sem medo de ser feliz!
beijos,

Ananda Urias

Filhos não salvam casamento

Eu lembro, como se fosse ontem, dos primeiros dias de Alice. Apesar de ser uma mãe de segunda viagem, me sentia muito insegura e temerosa. “E se ela morrer do nada? E se eu não conseguir amamentar? E se eu não for boa o suficiente?” E toda vez que ela chorava, lá estavam os dois de olhos arregalados gastando todas as possibilidades. “Fome? Sono? Fralda suja? Frio? Calor?” E juntos descobrimos os primeiros significados para o seu chorinho fino. Aprendemos muitas coisas, mas a principal lição que levamos para a nossa vida a dois não estava nos livros sobre os primeiros anos daquelas criaturinhas fofas, nem ninguém nos contou. Juntos aprendemos que SEM PARCERIA o casamento estaria fadado ao fracasso.

Quando um filho nasce, o tempo que dedicávamos um ao outro, se volta para a criança que agora também precisa de nós. 
Quando um filho nasce, assistir a um filme é um convite para o sono no sofá. Festejar com os amigos, viajar a dois, jantarzinho romântico, passam longe dos planos dos pais recém nascidos. Ao invés de desejo, sexo, beijos quentes é o cansaço que invade o seu casamento, a sua cama, o seu lar. 
O que também não me contaram é que tudo isso, com jeitinho e muita parceria, também vai PASSAR. 
Os filhos não serão bebês para sempre. O sono um dia volta para o seu devido (e tão sonhado) lugar! Os filmes passam a se tornar interessantes, o vinho volta a rolar, o espaço para os encontros a dois e viagens curtas (ou não tão curtas) começam a despertar seu desejo e atenção. 
Aos poucos, um passinho por vez, reaprendemos a ser nós dois novamente. Não somos iguais ao que éramos antigamente! A superação nos transformou, nos aproximou, fortaleceu a decisão de estarmos juntos e sermos um. Novas fases difíceis virão, porque o amor é feito de momentos bons e ruins, mas nesse caminho eu torço para que a gente nunca esqueça dos perrengues que superamos e amor que partilhamos. 
Que a gente nunca esqueça do caminho que trilhamos para chegar até aqui!

Autora: @maezice por Ananda Urias

instagram: @maezice  


Volta às Aulas Superpoderosa – concorra a kit PJ Masks

Que tal comemorar a volta às aulas com um kit incrível do desenho animado PJ Masks? Se os seus filhos, assim como as minhas, também adoram os super heróis de pijamas, não deixe de ler esse post e descobrir como vocês podem concorrer a um kit vola às aulas com  1 mochila (DMW), 1 estojo (DMW), e 1 caderno brochura de capa dura com adesivos (Tilibra) dos personagens.

Para participar do concurso é muito simples: pais ou responsáveis legais devem se cadastrar no site da campanha e, com os filhos, responderem a seguinte pergunta: “Se você pudesse ativar um superpoder na escola, qual seria e por quê?”.  As duas respostas mais criativas ganharão um kit PJ Masks de Volta às Aulas.

Os pequenos deverão usar a imaginação, brincando de super heróis, com super poderes, combatendo o “crime” e aprendendo lições valiosas pelo caminho, assim como os personagens Conor, Amaya e Greg, do PJ Masks.

Para participar acesse o link: PJ MASKS VOLTA ÀS AULAS 
E se cadastre e responda à pergunta, até o dia 09 de fevereiro . O resultado do concurso cultural será anunciado no dia 18 de fevereiro na página oficial do PJ Masks no Facebook (www.facebook.com/PJMasksBR).

Larinha já está pronta para começar as aulas, e você não vai ficar de fora dessa, não é? 🙂

Beijos,

Ananda Urias

Precisamos falar sobre puerpério

Ei, você! Grávida. Precisamos falar sobre puerpério, precisamos conversar sobre o bico rachado, os hormônios em ebulição, as noites em claros, o choro escondido no banheiro e a exaustão.

Deixe de lado o enxoval, as roupas importadas, o carrinho do momento, o kit berço, o berço colorido ou a caminha de casinha, por favor: PREPARE o seu coração, invista em você.

Você está prestes a vivenciar a mais incrível aventura da sua jornada, mas nem os livros que você leu, nem o seu obstetra, nem as suas amigas, nem a sua mãe, serão capazes de te preparar para o que está por vir.

Esqueça a família de comercial de margarina, muito provavelmente você nunca vai se sentir assim. Aprender a viver com o coração fora do peito é uma missão dolorosa.

Sabe aquele amor que todos dizem que sentem assim que o filho nasce? Eu sei que ninguém te fala, mas o amor de mãe é uma construção diária. E quando você se perguntar, aos prantos, se será capaz de amar, cuidar e criar, acredite!Você vai descobrir que por essa criança será capaz de dar a sua própria vida.

Prepare-se para abraçar o caos. Não são apenas as noites em claro, a falta do banho, da comida fria, do café tranquilo, do encontro com as amigas, do tempo a sós com o parceiro, da ida tranquila e solitária ao banheiro. Se prepare para amar outro alguém mais do que a você mesma. Se prepare para o medo da morte, para a insegurança que te abate nos dias difíceis, para viver dentro de outro corpo uma nova vida. Se prepare para ver o mundo com outros olhos, para perder alguns “amigos” e descobrir no percurso quem vale a pena estar contigo.

Esqueça todas as imagens que te fizeram sonhar com o momento incrível em que seu filho mama pela primeira vez. Amamentar é incrível, mas na maioria das vezes não é uma missão fácil. E se o bico rachar, se sangrar, procure um profissional para te apoiar. Persista, mas não se culpe. Busque ajuda, mas não se cobre perfeição. Acredite na sua intuição, mas não esqueça que você é recém chegada nessa escola. Seja humilde e gentil com você, com o seu filho e com as pessoas que estão ao seu lado. Sabe aquele conselho dado de bom grado e cheio de boas intenções? Escute, filtre e leve adiante apenas o faz sentido para o seu coração.

Prepare-se para descobrir que mãe não tira férias, não tem feriado prolongado, ou final de semana de semana de preguiça na cama.
Prepare-se para querer colo de mãe, para se sentir sozinha (mesmo ao lado de tanta gente), para ter vergonha do seu novo corpo, para não se encontrar nos planos que você fez durante toda a vida, revisitar certezas e descobrir que muitas dos dedos que você apontou, serão apontados para você também. E por favor, prepare para se sentir triste, cansada, exausta e com saudades de você também.

É preciso falar o que ninguém te falou, é preciso desconstruir a imagem unicamente feliz da mãe que acabou de parir. Ser mãe dói, vá por mim.

Você vai chorar escondida, mas também vai descobrir dentro de si uma força que nunca imaginou que teria.
Autora: @maezice por Ananda Urias
Compre o meu livro: Muito Além da Maternidade

 

Dicas para tirar lindas fotos do seu filho

Não existe nada que substitua um bom ensaio fotográfico profissional em família, não é? Mas no dia a dia, queremos fazer belos registros do crescimento dos nossos filhos, e nos deparamos com as dificuldades de fotografar uma criança! Esse post vai te trazer dicas SIMPLES para garantir boas fotos do seu filho. Vamos nessa?

  • ESCOLHA UMA BOA CÂMERA

Eu tinha uma câmera profissional, mas o carregador dela quebrou e eu nunca consegui comprar um novo, e recentemente descobri que a lente da câmera estava com fungo devido. Resultado, eu passei um bom tempo sem fazer boas fotografias da Lara e quando Alice estava perto de nascer, percebi que as fotos de celular nunca iriam suprir a minha necessidade pessoal e profissional. De forma temporária, investi em uma câmera canon powershot sx 520 SD, que custa uma média de 800 a 900 reais e é considerada uma câmera semi profissional.

cmera-canon-eos-rebel-t5-lente-18-55mm-12x-sem-juros-21010-MLB20201966498_112014-OUsei essa câmera por cinco meses, até sentir de fato a necessidade de ter uma profissional. Investi em uma T5 da Canon, que é uma câmera perfeita para não profissionais da fotografia que querem se aventurar, e sou completamente apaixonada pelo seu desempenho! Claro que existem outras melhores no mercado, mas eu não sou profissional da área. O meu objetivo é apenas fotografar lindos momentos da vida das minhas filhas com qualidade. Comprei a minha câmera por 2 mil reais, mas hoje você já encontra o mesmo modelo por 1.300 na internet, e te garanto que ela vale cada centavo que paguei! Se você está procurando uma câmera com bom custo benefício, essa a minha indicação.

MAS NÃO SE PRENDA A ISSO… 

Boas fotos vão muito além da câmera que você usa! Tenho amigas que portam câmeras mais potentes e cheias de ‘pra que isso’ e por não saberem usar nem metade do que a máquina oferece, não conseguem tirar nem as mais básicas fotografias! Então, se você não pode ou não quer investir em uma câmera, não se preocupa não. Dá sim para tirar lindas fotos usando o seu smarthphone.

  • ILUMINAÇÃO

Esqueça o flash e invista na luz natural 

Quanto mais luz natural a foto tiver, melhor será o resultado. Já notou que quando você tira uma foto com flash os olhos saem vermelhos ou o fundo escuro demais? Pronto! Eu tiro muitas fotos das meninas, já trabalhei com fotojornalismo, mas não gosto de usar flash não. Para mim, ela estraga a naturalidade de qualquer fotografia! Prefiro os horários e locais em que a luz solar (pode até ser em parceria com as luzes fluorescentes da minha casa) me permitem clicar aquele momento!

Quando a minha casa está com pouca luminosidade e as lâmpadas não dão conta de me permitir ter a iluminação que quero, desço para o parquinho e busco espaços abertos.. Eu já sei que na minha casa, o sol bate pela manhã na varanda, sala, no meu quarto e no da Lara. A tarde, o sol fica todo no quartinho de Alice! Então, quando quero uma foto legal já sei onde tirar! 😉

Os melhores horários para fotografar a luz do dia, evitando sombras e em locais abertos são: das 5h da manhã (depende da estação do ano e região) até as11h, e a tarde é das 15h até o sol se pôr. Fuja do pico do sol (meio dia), esses horários não são legais para fotos abertas, porque dão muita sombra e olhos fechados. Se a foto tiver que ser nesse horário, busque um espaço com sombra natural. 🙂

  • ESCOLHENDO O LOCAL DA FOTO E ENQUADRAMENTO

Pequenos espaços na sua casa ou fora dela

Quanto mais neutro e ‘limpo’ for o local da foto, mais linda a foto será. PAREDES BRANCAS E CLARAS, BERÇO, BANHEIROS BRANCOS OU CLAROS, BANHEIRAS BRANCAS, JARDINS E PARQUINHOS são ótimos locais para fazer uma foto linda. Vale a pena lembrar: o foco da foto é o seu filho, então fuja de muitos elementos e locais com muitas pessoas. Ou caso você tenha uma câmera profissional, foque no seu filho e desfoque a multidão de elementos que têm atrás dele.

Dicas simples e econômicas: Lençóis coloridos, acessórios de cabelo, manta, roupinhas divertidas, composição de brinquedos, quadrinhos do quarto, bichinhos de pelúcia, plaquinhas personalizadas, body com numeração de mês, fraldinha (ou calcinhas e cuequinhas) são algumas ideias que você pode colocar em prática para compor uma foto divertida sem muito custo. 

  • TIRAR FOTO TEM QUE SER DIVERTIDO

A não ser que o seu filho seja um anão, ele não vai posar para as suas fotos como você quer. Então, fotografar uma criança envolve muito mais do que apenas apertar o gatilho e clicar! Você precisa fazer que aquele momento seja divertido e engraçado para o seu filho, além de respeitar o tempo dele.

  1. respeite os horários do seu filho (mas lembre-se que dá para tirar lindas fotos deles dormindo também!)
  2. troca troca de roupa estressa qualquer criança, então tire todo dia foto. Muito melhor do que tirar milhões de fotos em apenas um dia.
  3. A rotina do bebê é um momento lúdico e lindo para se registrar. Não se prenda as fotos com fundos brancos. Enquanto o seu filho brinca em um tapete colorido com os seus brinquedos favoritos, você pode e deve fotografar o momento.
  4. Invista em ângulos diferentes: suba na cadeira, deite no chão, fique na altura do seu filho, tente enxergar o momento através de uma ótica que te leve além.
  5. Fotos não são apenas para as redes sociais, foto deve ser a eternização de um momento em família. Lá no futuro, isso é tudo que o seu filho terá para lembrar de como foi feliz quando era pequeno.
  6. Nem só de sorriso vive uma boa foto. Aqui em casa, as meninas são bem expressivas e eu quero me lembrar exatamente de cada carinha que elas fazem. Por isso, as minhas fotos favoritas são as de biquinho, chorinho, sorriso escandaloso, caretinha de medo…
  7. Tire muitas fotos em sequência. Criança fala, gesticula, abre e fecha os olhos rapidamente, além de se mover rápido também, não é? Então, eu te aconselho a tirar uma infinidade de fotos até que uma fique exatamente do jeito que você desejava.

APLICATIVOS PARA EDIÇÃO DE FOTO

Eu tiro foto na máquina profissional, quando passo para o computador faço uma breve seleção entre as fotos que podem ser usadas ou as que vão direto para o lixo, depois disso passo para o meu e-mail (a minha máquina não tem wi-fi) e a edição da foto acontece apenas no meu celular. No meu caso, as edições são apenas para ajustar iluminação ou enquadramento, mas os aplicativos de hoje em dia te possibilitam até afinar cintura!

Os dois aplicativos que eu mais uso para editar fotografias são:

O próprio Instagram – sim! você encontra no instagram MUITAS opções para edição de foto e tem um facilitador, depois de editar eu já realizo a postagem sem precisar abrir outros aplicativos.

Antes de descobrir que o próprio instagram me auxiliava nesse processo de edição, eu usava o aplicativo Snapseed. Ele é gratuito e tem para Android e Apple! Eu ainda uso ele, principalmente para as fotos que não são direcionadas para o Instagram. Além de ser simples, é eficiente e te dá várias opções de filtros.

Facetune – o queridinho das blogueiras também está na minha lista dos aplicativos de celular para edição de fotografia, mas não se espante com o que eu vou dizer: NUNCA usei e não gosto do seu resultado. Como fotografo crianças, em sua maioria das vezes, a pele não precisa de retoques, branqueamento ou suavização. Uma das coisas que eu mais gosto na fotografia é mostrar a realidade por um ângulo poético (paisagens) ou feliz. Se eu quero que a minha pele fique melhor na fotografia, eu invisto em maquiagem! Fica natural, simples e REAL.

Baixei o aplicativo há pouco tempo, por isso usei pouco e o pouco que testei não fez a minha cabeça. Mas se você quiser testar, fica a dica de um aplicativo bastante falado pelas blogueiras de moda! Ele custa 4.99U$ na loja da apple.

Bem, espero que vocês tenham gostado das dicas e coloquem em prática!

FOTOGRAFEM, FILMEM, ETERNIZEM. Isso é tudo que os nossos filhos terão no futuro!

Beijos,

Ananda Urias
ananda@maezice.com.br
Instagram e snapchat: maezice
Fan Page: Fb.com/maezice
Youtube.com/maeziceblog
Grupo no Facebook Mãezice

Pacotes promocionais na Alegraê

Tá preparando a festinha do seu filho, filha, a sua festinha de aniversário, batizado, a festa do maridão, um jantarzinho especial em casa e quer fazer bonito? Então, se liga nessa super novidade que a nossa parceira Alegraê Locações preparou para vocês: Kits temáticos com valores super acessíveis para você organizar sozinha a sua festinha com muito charme e ainda economizar!

Tem kit para quem quer fazer um batizado lindo, uma festinha Candy Color, uma festinha com o tema surf moderninho, Mickey e Minnions. Lá na Alegraê você ainda encontra uma infinidade de peças lindas e exclusivas para locação que vão te ajudar demais. Tá esperando o que para conhecer a Alegraê e marcar a sua visita?
alegrae1 alegrae2 alegrae3 alegrae4 alegrae5

Para conhecer um pouco mais sobre as peças da loja, acessa aqui e não deixa de curtir a Alegraê nas redes sociais e conferir de perto tudo que eles tem para oferecer.
Beijos,

Ananda Urias
ananda@maezice.com.br
Curta nossa FanPage: Mãezice
Instagram e Snapchat: Maezice

Grupo no facebook Mãezice

Sobremesa para bebê: docinho de pera

Oba! Hoje é dia de receitinha deliciosa e super simples de fazer por aqui. O DOCINHO DE PERA é recomendado para bebês a partir dos 6 meses de idade! Alice é apaixonada, completamente apaixonada, por essa sobremesa e eu adoro fazer quando vamos passear ou passar bastante tempo fora de casa.

INGREDIENTES:

  • 1 pera
  • canela a gosto
  • água mineral

COMO FAZER:

Corte a pera em pedaços e coloque em uma panela para cozinhar. Acrescente um pouco, muito pouco, de água apenas para a pera não pegar no fundo da panela! Coloque canela a gosto, mas lembre-se que quanto menor for o seu bebê, menor será a quantidade de canela. Mexa por cerca de 10 minutos, até que a pera ainda se mantenha em pedaços mas a misturinha já tenha uma leve consistência de doce. PRONTO, agora é só colocar para esfriar e servir.

O sucesso aqui é tanto que se eu deixar Alice come o docinho todo de uma vez, mas eu costumo dividir para duas vezes e ofereço ainda no mesmo dia! 🙂

Espero que vocês tenham gostado e lembrem que por aqui, temos várias receitinhas simples e fáceis de fazer para agradar com SAÚDE os nossos pequenos.

Beijos,

Ananda Urias
ananda@maezice.com.br
Instagram e snapchat: maezice
Fan Page: Fb.com/maezice
Youtube.com/maeziceblog
Grupo no Facebook Mãezice

 

 

Silicone atrapalha na amamentação?

Essa é uma pergunta que me fiz por muito tempo. A minha primeira experiência com a amamentação, há 7 anos, foi incrível. Não sofri com fissuras, pouca produção e nem com dificuldade na pega! Na época, sabia que eu tinha praticamente ganho na lotéria materna, afinal são poucas as mulheres que vivem uma experiência dessas. Quando a minha filha completou dois anos, resolvi colocar silicone para me sentir melhor com o meu corpo.

Procurei um dos melhores cirurgiões plásticos de Recife e inserimos 300 ml de silicone por BAIXO do seio e atrás do muscúlo. Eu jurava que não teria outro filho, mas o meu médico sabia que pela minha pouca idade, a chance de engravidar novamente era grande. Pronto! Dito e feito, 3 anos e alguns meses depois eu estava grávida novamente. Assim que Alice nasceu, TODOS os problemas com a amamentação aconteceram de uma só vez! Graças as Enfas Corujando (consultória em enfermagem materno infantil) algumas dores foram amenizadas, mas por mais que eu tentasse eu não conseguia alimentar Alice de forma exclusiva. Um baque, um momento difícil, uma confusão de sentimentos e uacima de tudo, uma busca incansável pelo ‘culpado’.

Será que a culpa foi do silicone? Pensando nisso, chamei as Enfas Corujando para gravar um vídeo para o blog explicando um pouco mais sobre a relação AMAMENTAÇÃO  x SILICONE. E aí, Patrícia, o silicone realmente pode atrapalhar a amamentação? Aperta o play e descubra!

Hoje, acredito que o silicone tenha sim atrapalhado no meu processo de amamentação. Não porque foi colocado da forma errada, mas porque o VOLUME do silicone + leite (meu peito ficou imenso!) foi demais para Alicinha. Ela, que já é preguicinha para comer por natureza, tinha muita dificuldade na pega e precisava fazer um esforço muito grande para se alimentar.

Se você está pensando em engravidar em um futuro próximo e deseja colocar silicone antes de ter seu bebê, ai vai um conselho pessoal: tenha todos os seus filhos, para depois realizar de uma única vez o que você deseja para o seu seio. Coloquei silicone em 2011 e agora em 2016, vou precisa passar por uma mastopexia para reconstruir as mamas! Ou seja, tive dois custos altos! 😛

Vale a pena dizer que, de acordo com os médicos, o que ‘derruba’ um seio (hahaha) é o alto ganho de peso durante a gestação e também a propensão da pele (que vai de mulher para mulher). Se você deseja pôr silicone, procure um médico competente que te auxiliará na melhor decisão! 🙂

Espero ter ajudado vocês.

Beijos,

Ananda Urias
ananda@maezice.com.br
Curta nossa FanPage: Mãezice
Instagram e Snapchat: Maezice

Grupo no facebook Mãezice

Receita fácil – bolo de cenoura de liquidificador

Vocês já devem ter reparado que a maioria das minhas receitas de bolo são feitas no liquidificador, né? Simples, eu não tenho (e não tenho a pretenção de ter) uma batedeira em casa, gosto de coisas rápidas e que fiquem prontas ao mesmo tempo que eu estou fazendo outras tantas coisas. Porque na cozinha eu sou exatamente essa pessoa: faço arroz, feijão, carne, bolo, sobremesa baby, legumes… tudo ao mesmo tempo. Então, aqui em casa PRATICIDADE É PALAVRA DE ORDEM. Não me venha com aquelas receitas que precisam bater claras em neves, porque simplesmente elas não se encaixam na minha rotina doida do dia a dia.

Agoraque vocês já sabem que essa é mais receita fácil de fazer, que tal começar dizendo que esse bolo é comer rezando? Gente, sem dúvidas um dos mais gostosos que eu já fiz na vida. E se você ainda quiser encrementar, pode colocar uma cobertura de brigadeiro em cima! Hummm… 🙂

Mas vale a pena lembrar que esse é um bolo que contém AÇÚCAR, e que como eu liberei açúcar de leve para Alice ele condiz com a alimentação de todo mundo aqui em casa. Se você ainda não liberou açúcar, uma boa opção é fazer a substituição do açúcar por uva passas, canela ou tâmaras. Dada a dica, vamos aos ingredientes!

INGREDIENTES

  • 3 Cenouras médias raspadas e cortadas (usei duas grandes)
  • 3 ovos
  • 1 xícara de óleo
  • 1 1/2 de açúcar (uso o demerara)
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal

COMO FAZER

  1. Pré aqueça o forno;
  2. Bata no liquidificador todos os ingredientes, mas vá acrescentando aos poucos a farinha de trigo.
  3. Unte uma forma com manteiga e farinha de trigo e despeje todo o bolo na forma
  4. PRONTO. O ponto do bolo é o bom e velho ‘colocou a faca na massa e a faca saiu limpa’, seu bolo tá pronto para ser devorado.

Essa é apenas uma das tantas receitinhas práticas e gostosas que temos por aqui! Essa é uma receita incrível para o lanchinho da manhã ou da tarde das crianças, ou aquele cafézinho a tarde com a família toda reunida.

Beijos,

Ananda Urias
ananda@maezice.com.br
Curta nossa FanPage: Mãezice
Instagram e Snapchat: Maezice

Grupo no facebook Mãezice

 

Mãe que vive grudadinha – carregador ErgoBaby

Eu sou exatamente esse tipo de mãe: eu amo ficar grudadinha nas crias e amo a sensação de conforto e segurança que carregar o bebê no colo me traz. Mas a verdade é que apesar de amar, também curto estar com as mãos livres e os braços confortavelmente sem peso! Escrevendo assim parece até uma contradição, um pensamento sem lógica e um disparate materno, mas não é não, hein? 🙂 Eu amo ter o bebê grudadinho, amo ser mãe canguru, mas isso não significa que eu preciso ficar com ele o tempo todo no colo, porque eu sou uma mamãe que amo, usa e abusa do carregador ErgoBaby. <3 (cadê os emoticons de coração, produção?!)

O ErgoBaby é o carregador com design ergonômico, super confortável e que permitem que você carregue o bebê por mais tempo, pois ele tem as alças e as cintas acolchoadas que distribuem uniformemente o peso do bebê entre seus ombros e quadris. Além de ser ergonômico para a mamãe e o papai, também é para o bebê! O Canguru Ergobaby embala seu bebê do jeito que você faz com o bebê em uma posição natural, alinhando com a posição de transporte recomendada do Instituto Internacional de displasia. O peso dos bebês podem variar de 3,2* a 18kg em nossos Cangurus, e você pode carregar o seu filho em três confortáveis posições: na frente, nas costas e na lateral.

Aqui em casa, o uso do ergobaby não é exclusividade minha não. O papai também ama carregar a cria no mercado e fica todo orgulhoso com ela grudadinha, sempre sorrindo para ele. Além de todos os benefícios listado acima, a segurança e a praticidade também me fazem curtir ainda mais o ergobaby!

Eu demorei um pouco para investir no Ergo porque o valor dele, dependendo de onde se compra, pode ser bem salgado. Até que eu encontrei uma promoção no site da Tricae NOSSO PARCEIRO e maior loja materno infantil do Brasil, com preços arrasadores! 🙂 O meu Ergo escolhido foi o COLEÇÃO ORIGINAL com a estampa Indigo Mint Dots (existem outras estampas mais neutras para as pessoas mais discretas! :P) e custou um valor muito abaixo do mercado! \o A informação legal do dia é que a promoção continua e que se você quiser garantir o seu Ergo (que ao meu ver é indispensável e apaixonante!) eu corria lá aqui nesse link e garantia o meu!

Tenho certeza que você vai amar ser mãe canguru por onde for… mantendo a “cria” aquecida e sempre cheia de amor! 🙂

Beijos,

Ananda Urias
ananda@maezice.com.br
Curta nossa FanPage: Mãezice
Instagram e Snapchat: Maezice

Grupo no facebook Mãezice

Publi Editorial: Esse texto foi patrocinado por uma empresa que acredita no Mãezice