Introdução alimentar – quando começar?

Introdução alimentar – quando começar?

Eu tenho certeza de que vocês vão amar o post de hoje. Ele faz parte de uma série de postagens sobre a introdução alimentar. E aí, você sabe qual é a época certa para começar? A Nutricionista Micheane Alves, do instagram Nutripediatra respondeu as principais perguntas que rondam a cabeça das mamães nessa fase incrível. Vamos nessa?

Introdução Alimentar, ta aí um assunto que deixam as mamães apreensivas e cheias de dúvidas. E eu adoro abordar, particularmente é o tema que eu mais gosto, e eu vou tentar esclarecer ao longo dos posts, algumas dúvidas e se houverem mais dúvidas, é só entrar em contato comigo, que eu terei o prazer de esclarecer pra vocês, ok? Vamos lá..

Então, após praticamente 6 meses tomando leite materno ou fórmula, ou até mesmo os dois, é chegada a hora do bebê conhecer novos alimentos. De acordo com a OMS, a introdução alimentar complementar deve ser oferecida aos 6 meses.

Nutri, o ped do meu filho disse pra começar aos 4 ou 5 meses, e agora?

Antes dos 6 meses, os sistemas digestório e renal do bebê ainda são muito imaturos, o quefica limitado algumas funções. Além disso, pode trazer alguns problemas na saúde do bebê entre eles, reação de hipersensibilidade a algumas proteínas; o rim ainda não tem a capacidade de concentrar a urina para eliminar concentrações de soluto provenientes de alguns alimentos e consequentemente, diminuição do aleitamento materno.

Nutri, meu filho fez uso apenas da fórmula infantil, devo iniciar a alimentação complementar aos 6 meses também?

Siiiiiim! Pois é aos 6 meses que o sistema digestório do bebê está mais desenvolvido e produzindo enzimas que são capazes de digerir os alimentos.

Como começar a introduzir as papas de frutas? E qual a consistência?
Ofereça a papinha de frutas no meio da manhã ou no meio da tarde. Após alguns dias com a introdução da papinha doce, deve-se iniciar a papinha principal (como se fosse o almoço/janta) feita com legumes, verduras, carnes.. Mas vale lembrar, a papinha principal NÃO substitui o aleitamento materno/fórmula, ela COMPLEMENTA. A consistência deve ser em forma de purê. As frutas devem ser amassadas com o garfo e nunca peneirar ou liquidificar. Para os vegetais fica a mesma dica, e os vegetais que são “mais duros” devem se cozinhar, no vapor ou na água e amassá-las.

Quais as frutas indicadas nessa primeira fase?
As mais fáceis e docinhas (evite adicionar açúcar – não é preciso!) como mamão, maçã, banana, pêra, caqui, melão, manga, ameixa, entre outras.

Devo oferecer suco de frutas ao bebê dessa idade?

Não é preciso. A capacidade gástrica do bebê ainda é muito pequena e comporta apenas o necessário para sua nutrição. Além do mais, os sucos aumentam os níveis de glicose no sangue mais rápido. De líquidos oferecer o leite materno/fórmula e água.

As papinhas principais, como devo fazer?
As papinhas principais, nada mais é que a papinha salgada. Não gosto de usar esse termo, porque dá uma leve impressão que a papinha tem que ser salgada. Quero esclarecer uma coisa: não é necessário acrescentar sal nas papinhas principais. Devem ser combinados com alimentos de todos os grupos alimentares como o grupo energético (arroz, batata, mandoca, batata-doce, cará…), o grupo construtores (carnes, feijão, ervilha, grão de bico, lentilha..) e o grupo reguladores (todas as verduras e hortaliças). Você pode usar temperos naturais como a salsa, cebolinha, cebola, alho, alecrim, orégano, manjericão, hortelã, coentro, entre outros para temperar as papinhas principais. Não utilize condimentos, caldos de legumes, embutidos, entre outros. NÃO precisa e seu bebê não necessita disso.

Se meu bebê não aceitar a papinha, o que eu faço?
Mães, é super normal os bebês não aceitarem a primeira papinha na primeira colherada. Pense bem, durante longos 6 meses apenas tomando leite materno ou a fórmula (ou os dois), e de repente, sentir um outro sabor, uma outra textura, outra consistência… É tudo novo pra eles! Fiquem tranquilas, eu garanto, é normal! O bebê pode até aceitar de 3 a 4 colheres de chá da papinha e depois recusar, fazer careta e até cuspir. Tudo isso passa!

Tenho visto outro método de introdução alimentar, o BLW. E agora, qual método devo usar?

Depende muito de cada bebê e de cada mãe. Há aquelas mães que preferem o método tradicional (papinhas) por ficarem com medo do bebê se engasgar com o método BLW e não se sentem seguras. As chances de um bebê se engasgar por BLW são mínimas. Há estudos recentes que comprovam que o alimento que o bebê tem mais risco de engasgamento é o leite materno. O interessante do método BLW é que quando os alimentos são colocados ali na frente da criança, vai fazer com que ela queira descobrir esse alimento, que antes era simplesmente uma colher entrando na boca do bebê. Então, vai fazer com que desperte a curiosidade nos pequenos. E nós sabemos que nessa fase, tudo é motivo de pegar e colocar na boca, não é mesmo? Melhor ainda quando são alimentos ricos e nutritivos! (Em breve farei um post apenas sobre o BLW). Então, depende muito de cada bebê, independente de qual método, confie no seu filho!

O que devemos evitar no período inicial de IA?
Alimentos industrializados, sal, açúcar, sucos, “inhos”… Melhor respondendo: ofereça frutas, verduras, legumes, hortaliças.. quanto mais natural possível, melhor!

Nutricionista Micheane Alves

Ananda Urias
Partilhar:

1 Comment

  1. Ana Cláudia
    2 de Março de 2016 / 07:34

    Minha dúvida é quanto a apresentação de frutas mais duras como a maçã, a pêra, o melão, você fala em amassar com o garfo, e essas, como apresentar? Pode ser raspada? Outra questão é, apesar de não fazer o BLW, posso oferecer a papa principal com os ingredientes separados?Por quantos itens, inicialmente deve ser composta essa papa?
    Excelente post, minha filha tem 5 meses e já ouvi muitos questionamentos se não está na hora de oferecer sucos (que nem se deve dar mais) a ela…. Textos como esse me fazem ter certeza de que estou no caminho certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *