O seu corpo no pós parto

O seu corpo no pós parto

Como é difícil encarar o próprio corpo depois de parir! São poucas as mulheres que conseguem rapidamente ter a barriguinha no lugar, os seios intactos, o quadril cabendo em seu tamanho antigo. Esse não seria um problema, se na nossa sociedade e principalmente as mães de redes sociais, esperassem isso de você.

Nossa sociedade é MACHISTA sim! As mulheres da nossa sociedade são MACHISTAS!

Por que, Ananda? Simples, meninas! Parabéns para as mulheres que conquistam rápido a velha forma, vocês estão de parabéns. Mas entenda, você não é a regra, você é a exceção! 🙂 Não fale com uma recém mãe como se elas tivessem o dever de entrar em um jeans 36, não queira que ela esteja de cabelos impecáveis, unhas feitas e sempre maquiada! Não me trate como se eu tivesse o dever de estar em forma, porque eu não tenho.

O único dever de uma mulher que acabou de parir é dedicar tempo, esforço e cuidado para o seu filho e para si mesma. Sem PRESSÃO, sem inseguranças e sem medo de “perder marido”, “ficar desinteressante” ou “perder o valor” (repetidas por aí, como fosse um mantra pós parto!).

Se o seu marido não está vivendo esse momento junto com você e não compreende que é preciso tempo para conseguirmos nos dedicar a alguém com intensidade que não seja o nosso bebê, troque de marido.

Se a sua amiga não entende que o seu corpo não é prioridade, troque de amiga. Se a sua revista te diz que você precisa estar magra e cabendo em uma calça 36, troque de revista.

Se o programa de televisão diz que você não faz parte do padrão de beleza, troque de canal. ESSE MOMENTO é seu. Esse momento é meu. Esse momento é ÚNICO.

Faça da barriguinha um aconchego, dos seios fartos um travesseiro e das olheiras um troféu! Tudo, em breve, voltará ao normal.. Já o seu filho, numa mais voltará a ser bebê!

SE VALORIZE! Valorize as suas marcas.. Elas são a prova de amor mais visceral que alguém pode ter pelo próximo! <3 Mais uma daquelas coisas que só uma mãe é capaz! Texto: Ananda Urias

Ananda Urias
Partilhar:

17 Comentários

  1. Danielle Oliveira
    10 de Fevereiro de 2016 / 12:20

    Como sempre arrasa! Belas palavras Ananda.
    E eu só me resta a te parabenizar.
    Sucesso com sua família! Bjos

  2. 10 de Fevereiro de 2016 / 21:32

    Belas palavras felicidades pra você e sua família…

  3. Amanda
    22 de Abril de 2016 / 15:15

    Nossa tdo q estou vivendo agora. Tive BB a dois meses e tdo o q ouço é nossa VC nunca mais vai emagrecer. Nossa VC ainda está tão gorda. E daí meu filho está ótimo e é só isso que me interessa

    • Ananda Urias
      22 de Abril de 2016 / 15:33

      Não se preocupe com isso agora não! Na hora certa você corre atrás dos kgs, se desejar. 🙂
      Fica em paz e curte seu baby.
      Beijos,
      Ananda

  4. Carla ribeiro
    23 de Abril de 2016 / 00:47

    Karakas gostei doqe vc disse,antes da minha filha eu pesava 49kg e agr to cm quase 20kg a mais,eh mto dificil pra uma mulher c olhar no espelho e ver qe ta gorda,cheia d estrias e cm os seios caidos,mas naum ha nd mais gratificante doqe o sorriso,um abraço e bjos d um filho.
    Realmente eh um amor inesplicavel qe sentimos por essas coisinhas mais lindas da nossa vd

  5. Karenn
    23 de Abril de 2016 / 08:53

    Meu Deus que palavras confortantes, tive filho a 3 meses e tudo o que ouço é” você estar gorda”, “e esse terceiro filho nasce quando?”…aff isso é terrível! E ainda tem que encarar o olhat surpreso das pessoas por estar acima do peso, mas ninguém se preucupa em perguntar como vc estar se sentindo, se estar bem, como fazer p vc melhorar…nessa hora se tem mais críticas que ajuda!

  6. Sara
    23 de Abril de 2016 / 13:56

    Olá! Realmente tive bebê à 16 dias, e estou sendo cobrada pelos meus familiares, para colocar uma cinta, por conta da barriga…

  7. 23 de Abril de 2016 / 13:58

    Que texto! Todas as recém mamães e gestantes como eu deveriam ler isso. Obrigada Ananda por esse tiro bem dado na gente.

  8. Sara
    23 de Abril de 2016 / 14:03

    Mas graças ao meu bom Deus, tenho o apoio do meu esposo, que sempre esta do meu lado e esta curtindo esse momento comigo…

  9. yasmin
    25 de Abril de 2016 / 03:30

    Eu vou ganhar minha segunda bebê agora em maio e terá que ser cesariana, a primeira foi normal… Estava bem receiosa por conta de tudo isso …. Algumas pessoas chegaram até a mim só para manda eu ficar preparada psicologicamente pq meu corpo não voltará mais ao que era, já que será preciso fazer o corte na barriga …. E eu te agradeço Ananda, pois suas palavras só me ajudaram a entender que esse momento é exclusivamente meu e quem resolve a hora certa de correr atrás do “prejuízo” sou eu … Sem sombra de dúvidas que o mais importante são as minhas filhas !
    Obrigada mais uma vez !!!! Perfeito texto.

  10. Roberta
    25 de Abril de 2016 / 08:00

    Muito bom, também estou passando por isso. Tive gêmeos a 74 dias minha barriga está enorme ainda, minha pele ficou muito flácida e estrias tenho tantas que chega doer a pele, e ouço cobranças de usar cinta e perguntas assim, sua barriga vai ficar assim? Eu respondo sim, vou ficar assim agora pra sempre, eu tive dois…. Rsrs

  11. karla
    26 de Abril de 2016 / 00:09

    Tive bb no dia 28de março cesariana na gravidez anterior eu pesava antes de engravidar 51quilos quando engravidei passei a pesar 73no final da gravidez 22quilos a mais….dei mama ao meu bb emagreci 14e fiquei co.m 8e não perdir ..so que agora tenho um novo bb engordei nessa gravidez 15sendo que ainda tou com 10a mais, as pessoas me perguntam pq minha barriga ainda está grande e diz que estou gorda sinto uma sensação horrível mais fingo que nao tou nem ai…hje um mes e 7dias de parida

  12. BEL Santos
    27 de Abril de 2016 / 22:00

    Sábias palavras….só tenho uma coisa a declarar….não gostei da barriguinha que ficou…Mas eu faria tudo de novo!!!!amo minha filha mais que tudo!!!!!ela é o ar que eu respiro. …como não amar meu corpo, pois se foi ele quem possibitou que a minha maior alegria viesse ao mundo??foi difícil nos 3 primeiros dias pra mim….depois foi só alegria. ..estava tão feliz com a chegada da minha bebê, que nem notei que hoje estou mais gorda do que quando fui pra sala de cirurgia…..olho para as minhas novas curvas e lembro por que as tenho……

  13. Lu
    12 de Maio de 2016 / 16:51

    Ando lendo tanto sobre esse assunto mas ainda não me identifique com nenhum. Sim é lindo a maternidade, ter um bebê é maravilhoso, ficam marcas siiiiim sabemos disso. Mas mesmo com todas as dificuldades da maternidade que faz por muitas vezes você esquecer o seu corpo, em como ele ficou, tem dias que da uma depre se olhar no espelho e enchergar apenas estrias e uma barriga flácida, não, não estou com depressão pós parto oi coisa parecida como alguém poderia pensar, muito pelo contrário, estou emanando amor puro. Porém gostaria de poder transar sem usar uma blusa mesmo que seu marido haja na maior naturalidade e carinho de sempre. Sim, eu sei que isso faz parte, logo você corre atrás etc… Mas esse é o meu sentimento, não tenho orgulho das minhas estrias, e detesto minha barriga flácida. É você e seu marido, e ele é muito importante nessa história toda e é preciso que nesse” há relaxa não é o momento de se preocupar com isso” não acabe se estendendo muito tempo e se perdendo, e perdendo o amor próprio, entre outras coisas.
    Desabafo hehehe

    • Ananda Urias
      13 de Maio de 2016 / 09:50

      Acho que o corpo, assim como todos os aspectos da MULHER no pós parto, não seguem regras. Cada uma sabe qual é o seu tempo! Eu com 7 meses, já estava curtindo o meu peso antigo, mas com as mudanças do corpo que só voltarão para o local com cirurgia plástica – isso, meus peitos arriaram que a única solução é a faca. Eu estou tão verdadeiramente incomodada que já estou com cirurgia marcada. Mas tem gente que não vivi esse momento.. Eu acho que devemos buscar nos amar idependente de qualquer coisa. Se isso ou aquilo incomoda, devemos correr átras sim, porque só nós poderemos lutar por nós! 🙂

  14. Julia
    9 de setembro de 2016 / 13:22

    Meu filho vai fazer um mês, tinha 78 quilos antes de engravidar, fiquei com 108, perdi oito quilos até agora. Eu amo meu bebê, mas odeio tudo que passei pra que ele tivesse que nascer, eu odiava estar gravida, quase fiz uma cesária de emergência porque ele estava com pouco oxigênio durante as contrações, meu parto foi normal induzido com comprimidos e depois até ocitocina, com ajuda de fórceps. Depois do nascimento dele eu só tive de resguardo os cinco primeiros dias, porque ele ficou internado então nem tive como repousar. Minha barriga está com estrias e flacida, meu quadril está tão grande que nem as calças que eu usei durante a gravidez me servem mais, meus seios doem cada vez que ele mama, mas apesar disso tudo, cada vez que me olho no espelho, fico com mais vontade de fazer uma dieta e ir pra academia. Pra mim, se ficar esperando demais pra emagrecer, não emagrece. Amamentaçao ajuda sim, mas só isso não adianta muita coisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *