Porque homens não deveriam “ajudar” em casa

Porque homens não deveriam “ajudar” em casa

Texto escrito por um Homem, autor desconhecido. Vale a pena ler e divulgar!

Um amigo veio a minha casa tomar café, sentamos e conversamos, falando sobre a vida. A um certo ponto da conversa, disse: “Vou num instante lavar os pratos que ficaram por lavar”.

Ele olhou para mim como se eu lhe tivesse dito que ia construir um foguete espacial. Então ele me disse, com admiração mas um pouco perplexo: “Ainda bem que você ajuda a sua mulher, quando eu o faço a minha mulher não elogia. Ainda na semana passada lavei o chão e nem um obrigada.”

Voltei a sentar-me com ele e lhe expliquei que eu não ajudo a minha mulher. Como regra, a minha mulher não necessita de ajuda, ela tem necessidade de um sócio. Eu sou um sócio em casa e por via dessa sociedade as tarefas são divididas, mas não se trata certamente de um apoio à casa.

Eu não ajudo a minha mulher a limpar a casa porque eu também vivo aqui e é necessário que eu também limpe.

Eu não ajudo a minha mulher a cozinhar porque eu também quero comer e é necessário que eu também cozinhe.

Eu não ajudo a minha mulher a lavar os pratos depois da refeição porque eu também usei esses pratos.

Eu não ajudo a minha mulher com os filhos porque eles também são meus filhos e a minha função é ser pai.

Eu não ajudo a minha mulher a estender ou a dobrar a roupa, porque também é roupa minha e dos meus filhos.

Eu não sou uma ajuda em casa, sou parte da casa. E no que diz respeito a elogiar, perguntei ao meu amigo quando é que foi a última vez que, depois da sua mulher acabar de limpar a casa, tratar da roupa, mudar os lençóis da cama, dar banho aos filhos, cozinhar, organizar, etc., ele lhe tinha dito obrigado?
Mas um obrigado do tipo: wow!!! Minha querida esposa! Você é fantástica!!!

Isso te parece absurdo? Está te parecendo estranho? Quando você, uma vez na vida, limpou o chão, você esperava no mínimo um prêmio de excelência com muita glória… Porquê? Nunca pensou nisso, amigo?
Talvez porque para você é um dado adquirido que tudo seja tarefa dela?

Talvez você se tenha habituado a que tudo isto seja feito sem que você tenha de mexer um dedo? Então elogia-a como você queria ser elogiado, da mesma forma, com a mesma intensidade. Dá uma mão, se comporte como um verdadeiro companheiro, não como um hóspede que só vem comer, dormir, tomar banho… Sinta-se em casa. Na sua casa.

Texto: autor desconhecido

Gostaram?
Eu amei e se pudesse compartilharia milhões de vezes esse texto com todas as mulheres que sofrem por não terem um sócio em casa! A mudança real da nossa sociedade começa em nossas casas, vamos ensinar aos nossos filhos e filhas o real sentido do companheirismo!

Beijos,
Ananda Urias
ananda@maezice.com.br
Curta nossa FanPage: Mãezice
Instagram e Snapchat: Maezice

Grupo no facebook Mãezice

Ananda Urias
Partilhar:

24 Comentários

  1. Natalia
    11 de julho de 2016 / 14:48

    Fantástico ????????

  2. Rosangela Berça
    14 de julho de 2016 / 17:44

    maravilhoso este texto .. parabéns ao autor

  3. 14 de julho de 2016 / 20:08

    Parabéns, texto muito bom. Ah se todos os maridos fossem assim…

  4. Cecilia
    15 de julho de 2016 / 14:14

    Uaaauuu!!! Amei o texto e concordo muito! É por aí mesmo! Temos que criar nossos pequenos com essa consciência de parceria. Com certeza teremos um mundo bem melhor assim.

  5. Netão
    15 de julho de 2016 / 18:15

    Legal, vale lembrar que existem casas onde os homens fazem e as mulheres ficam no smartphone e esquecem da vida. Então, se quer igual? Tem que ser muito igual de verdade.

  6. Nilson
    16 de julho de 2016 / 21:28

    A casa é nossa !! A maior declaración de amor é o cuidado.

  7. Diego
    18 de julho de 2016 / 10:43

    kkk, duvido que seja um texto de um homem.

    Mas concordo.

  8. zezinho
    18 de julho de 2016 / 15:17

    Se quer ajuda em 50% então ajude 50% no orçamento da casa

    • Julio
      20 de julho de 2016 / 11:22

      Serio que voce disse isso??

    • Samuel
      23 de julho de 2016 / 10:27

      Foi não pow, vc não disse isso!

  9. Juca
    18 de julho de 2016 / 17:28

    Lindo o texto só se a mulher desse cara também ajudar a pagar as contas da família igualmente, afinal ela também é “sócia”. Aqui em casa sempre ajudo no que posso, mas ela faz quase tudo porque eu passo o dia inteiro trabalhando (ela não). E acho perfeitamente justo, cada um faz a sua contribuição para a casa da maneira que está ao alcance. Da mesma maneira que minha esposa não reclama por não ajudar meio a meio nas tarefas da casa, eu não reclamo dela não trabalhar. Simples.

    • Mariane
      21 de julho de 2016 / 09:49

      E todas as tarefas da casa não são trabalho? Se você fosse pagar babá, faxineira, cozinheira e lavanderia teria condições financeiras para isso?

      O certo é que você provém e ela administra. Não que eu trabalho o dia todo e ELA NÃO.

      De certo quem faz faxina diariamente às faz por diversão já que afazeres domésticos não é trabalho.

    • Elmides
      21 de julho de 2016 / 12:15

      Sério que ela não trabalha? Ela “brinca” de cuidar da casa então?

    • Vivi
      8 de setembro de 2016 / 23:43

      Eu até concordo que ela estando em casa poderá fazer a maior parte enquanto você trabalha! Mas não esqueça que ela não é remunerada assim como você que vem feliz todos os dias pra casa, sabendo que uma vez por mês você ganha seu suado dinheirinho! Mesmo assim, você pode contribuir pra que o serviço todo da casa não seja em vão, portanto, lavar a louça do jantar não vão cair as suas mãos, pois o dia dela também foi cansativo!

  10. LUIS
    18 de julho de 2016 / 18:04

    Ótimo texto.
    Se não me engano, foi escrito pelo Steve Harvey, escritor e comediante, no segundo livro dele.

  11. Luana Santos
    18 de julho de 2016 / 18:55

    Adorei o texto. Se todos os casais lê esse texto compreenderiam o que é realmente o significado de companheirismo!!!

  12. Anonimow
    18 de julho de 2016 / 22:12

    Olha concordo parcialmente.. Ja pensaram que hoje em dia a educação, respeito e amor esta ficando raro? Antigamente o homem trabalhava e a mulher se dedicava a cuidar dos filhos e da casa.. Nao tinham tanto luxo tlvz mas eram famílias felizes e com uma boa educação.. Hj em dia tudo corrido ninguém tem mas tempo pra nada..

  13. ANTONIO GONÇALVES
    19 de julho de 2016 / 13:08

    Hoje tudo deve ser compartilhado,afinal as mulheres trabalham também e estão mais ativas nos estudos.elas ocupam cargos de grandes responsabilidades poque estão frequentando cada dia mais e mais as faculdades e se especializando em cursos para ocupar o mercado de trabalho,Parabéns à todas as mulheres.

  14. 19 de julho de 2016 / 16:45

    Juca, cuidar da casa não é trabalho? Pode não ser um trabalho remunerado… Más não deixa de ser. Afinal empregada doméstica não trabalha pelo fato de ser feito dentro de um domicilio? Quero entender que vc quis dizer que: Você trabalha fora e por isso não participa muito, dos serviços domésticos. Más a sua mulher TRABALHA (sim) só que DENTRO DE CASA… Concorda?

  15. 19 de julho de 2016 / 16:46

    Conversa entre um marido (H) e um psicólogo (P):

    P: O que o Sr. faz da vida, Sr. Bandy?
    H: Eu trabalho como contador em um banco.

    P: E sua esposa?
    H: Ela não trabalha. Ela é apenas uma dona de casa.

    P: Quem faz o café da manhã para sua família?
    H: Minha esposa, já que ela não trabalha…

    P: Que horas sua esposa costuma acordar?
    H: Ela acorda bem cedo, pois precisa se organizar antes de poder sentar para tomar seu próprio café da manhã. Põe a mesa, arruma o lanche para a escola das crianças; verifica se elas estão bem vestidas e penteadas, se tomaram seu café direito, se escovaram os dentes e se pegaram todo seu material de escola.

    P: Como é que os seus filhos vão à escola?
    H: Minha esposa os leva para a escola, já que ela não trabalha.

    P: Depois de levar seus filhos para a escola, o que ela faz?
    H: Ela costuma aproveitar para resolver alguma coisa na rua, como pagar contas ou dar uma passada no supermercado. Depois, volta para casa a tempo de fazer o almoço. Serve a mesa, arruma a cozinha e depois vai cuidar da roupa – lavar ou passar – e da limpeza da casa. Você sabe, ela não trabalha…

    P: À noite, depois de voltar para casa do escritório, o que o Sr. faz?
    H: Descanso, é claro, pois eu fico muito cansado, após ter trabalhado o dia inteiro no banco.

    P: E o que a sua esposa faz à noite?
    H: Ela arruma a janta, serve os nossos filhos e a mim, lava a louça, dá mais uma organizada na casa. Depois, ajuda as crianças a se aprontarem para dormir, dá o leite quente que eles gostam de beber, confere se escovaram os dentes…

    A rotina diária de várias mulheres pelo mundo inteiro inicia-se de manhã e segue até tarde da noite… Isso é chamado de “não trabalha” ??!! Ser Dona de Casa não exige diplomas, mas tem um papel fundamental na vida da família! Desfrutem e valorizem suas esposas, porque seus sacrifícios são incontáveis!

    Alguém perguntou a ela: “Você é uma mulher que trabalha ou é só ‘dona de casa’?
    Ela respondeu:
    “Eu trabalho como esposa do lar, 24 horas por dia… Eu sou uma mãe, Eu sou uma mulher, Eu sou uma filha…
    Eu sou o despertador, sou a cozinheira, sou a empregada doméstica. Eu sou a professora, o garçom, a babá, a enfermeira.
    Eu sou uma trabalhadora braçal, sou a agente de segurança. Eu sou a conselheira, eu sou o edredom…
    Eu não tenho feriados, não tenho licença por doença, não tenho dia de folga… Eu trabalho dia e noite, estou de plantão o tempo todo. Não recebo salário e… Ainda escuto a frase: ‘Mas o que você faz o dia inteiro’?”

    Mulher é como sal: sua presença nunca é lembrada, mas sua ausência faz todas as coisas ficarem sem sabor! Dedicado a todos as mulheres que dão suas vidas pelo bem estar de suas famílias.

    Autor Desconhecido

  16. Rose
    22 de julho de 2016 / 22:43

    Amei o texto e concordo plenamente.

  17. Eu
    25 de julho de 2016 / 08:01

    Minha mulher também não me AJUDA a manter a casa. Ela paga as contas comigo! Ela divide todas as responsabilidades econômicas e ficanceiras que temos, que ela save que são dela também. Ela dirige, aspira e lava o carro toda semana, assim como eu. Ela vai ao médico sem mim, assim como eu vou só. Ela leva as crianças para escola uns dias e eu, outros. Ela tem o trabalho dela, e eu, o meu. Ela tem os hobbies dela, e eu, os meus. Ela tem os amigos e as manias dela, e eu os meus e as minhas. Ela faz declaração de imposto de renda dela, e tem a conta bancária dela, não depende mim para nada, nem eu dela. Somos tão independentes que nem parecemos um casal! rsrsrsrs

  18. FABIO GOMES ARAUJO
    25 de julho de 2016 / 13:15

    Cuidar da sua própria casa realmente é cansativo sim, mas não existe pressão, pressão, prazo etc, e aínda se estiver com uma pequena indisposição pode se deitar e relaxar, mas sei que não é fácil.

  19. Mariana
    24 de agosto de 2016 / 18:15

    Mas que besteira. Independente do que for, temos que AGRADECER, ter carinho e respeito pela pessoa com a qual vivemos. Texto de babaca afeminado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *