Precisamos falar sobre puerpério

Precisamos falar sobre puerpério

Ei, você! Grávida. Precisamos falar sobre puerpério, precisamos conversar sobre o bico rachado, os hormônios em ebulição, as noites em claros, o choro escondido no banheiro e a exaustão.

Deixe de lado o enxoval, as roupas importadas, o carrinho do momento, o kit berço, o berço colorido ou a caminha de casinha, por favor: PREPARE o seu coração, invista em você.

Você está prestes a vivenciar a mais incrível aventura da sua jornada, mas nem os livros que você leu, nem o seu obstetra, nem as suas amigas, nem a sua mãe, serão capazes de te preparar para o que está por vir.

Esqueça a família de comercial de margarina, muito provavelmente você nunca vai se sentir assim. Aprender a viver com o coração fora do peito é uma missão dolorosa.

Sabe aquele amor que todos dizem que sentem assim que o filho nasce? Eu sei que ninguém te fala, mas o amor de mãe é uma construção diária. E quando você se perguntar, aos prantos, se será capaz de amar, cuidar e criar, acredite!Você vai descobrir que por essa criança será capaz de dar a sua própria vida.

Prepare-se para abraçar o caos. Não são apenas as noites em claro, a falta do banho, da comida fria, do café tranquilo, do encontro com as amigas, do tempo a sós com o parceiro, da ida tranquila e solitária ao banheiro. Se prepare para amar outro alguém mais do que a você mesma. Se prepare para o medo da morte, para a insegurança que te abate nos dias difíceis, para viver dentro de outro corpo uma nova vida. Se prepare para ver o mundo com outros olhos, para perder alguns “amigos” e descobrir no percurso quem vale a pena estar contigo.

Esqueça todas as imagens que te fizeram sonhar com o momento incrível em que seu filho mama pela primeira vez. Amamentar é incrível, mas na maioria das vezes não é uma missão fácil. E se o bico rachar, se sangrar, procure um profissional para te apoiar. Persista, mas não se culpe. Busque ajuda, mas não se cobre perfeição. Acredite na sua intuição, mas não esqueça que você é recém chegada nessa escola. Seja humilde e gentil com você, com o seu filho e com as pessoas que estão ao seu lado. Sabe aquele conselho dado de bom grado e cheio de boas intenções? Escute, filtre e leve adiante apenas o faz sentido para o seu coração.

Prepare-se para descobrir que mãe não tira férias, não tem feriado prolongado, ou final de semana de semana de preguiça na cama.
Prepare-se para querer colo de mãe, para se sentir sozinha (mesmo ao lado de tanta gente), para ter vergonha do seu novo corpo, para não se encontrar nos planos que você fez durante toda a vida, revisitar certezas e descobrir que muitas dos dedos que você apontou, serão apontados para você também. E por favor, prepare para se sentir triste, cansada, exausta e com saudades de você também.

É preciso falar o que ninguém te falou, é preciso desconstruir a imagem unicamente feliz da mãe que acabou de parir. Ser mãe dói, vá por mim.

Você vai chorar escondida, mas também vai descobrir dentro de si uma força que nunca imaginou que teria.
Autora: @maezice por Ananda Urias
Compre o meu livro: Muito Além da Maternidade

 

Ananda Urias
Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *